sábado, 22 de outubro de 2011

Pretensão de Poetar



Sonhei um dia ser poeta
fazer rimas,falar de amor
ver meus poemas declamados
por meu preferido ator

Era menina me lembro

ficava num dilema
a palavra solta
deveria sair fiel e
estampar branco papel

Deveriam casar-se

Como acontecia com
as belas poesias
que lia e relia

Até que um dia

ousei poetar
mesmo sabendo que
poetas são Adélia,Clarice e Cecilía
lancei meus versos
por pura pretensão

Mas poeta tem língua afiada

mostra os dentes na hora da raiva
e ao ler Hilda Hilst
vi que em mim a poesia brotava

Mas queria saber escrever

em figuras de linguagem
em ritmo doce,suave
mesmo que estivesse
falando de sacanagem

Queria ser muitos

não apenas um só
ter as mãos sujas
de velhos tinteiros

Ser Pessoa, Leminski

Quintana, Drummond
e o mundo inteiro

queria ter a alma

dos poetas livres
que se unem a poesia

Desejava sair dos trilhos

versejar sobre imensidão
falar de trancas e fechaduras
como quem fala de coração

Mas que pretensão a minha

querer tudo isso rimar
e então, poetar


 




Adriane Lima

2 comentários:

  1. Não sou um grande ator, um excelente poeta ou mesmo uma celebridade. Sou apenas um desconhecido, mas (sinceramente) admiro muito suas poesias! vc tem o dom das palavras!. parabens!
    blogestarcomvoce.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Cícero,obrigada pelas palavras,fui em teu blog,gostei demais de teus textos,poemas,não consegui postar um comentário,mas agradeço por estar aqui!!!

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...