terça-feira, 30 de outubro de 2012

Árida







Como seguir assim
como cuidar de mim
quando sei que ela sofre
e me atinge
com sua postura de esfinge


 

Adri Lima







Arte by Yannick Bouchard 

Sonhei asas






Minhas palavras de amor
são asas de meu silêncio
barulho ensurdecedor
ocultas em um beija-flor

que só eu vejo ...



Adri Lima

Figurações











Sou brinquedo quebrado
jogado em canto de quarto

na prateleira da memória
empresto sentido ao tempo


hoje dor, ontem alegria
assim é a nau da vida
 
clandestina é a partida


 


Adriane  Lima

Em pedaços

 
 
 
A poesia me recria
cacos de palavras doloridas
são mosaicos de saudade e amor
soprados pelas lembranças dos retratos
 
 
Adri Lima
 
 
 
Arte by  Anna Sillivonchick

segunda-feira, 29 de outubro de 2012

Bela companhia





Quantas vezes
eu e meu reflexo
espelho de minh'alma
a enxergar na escuridão
ali havia solidão e poesia
em plena comunhão

 






Adri Lima







Imagem retirada da net 

Leitura




Há meu medo
ao abri-lo
meu mundo vira teu
e não me livro ...

 




Adri Lima

Asas e sonhos

  



Uma coisa eu fiz certo
quebrei a asa da xícara
para me lembrar diariamente
que quem me presenteou
um dia acabou voando ....



Adri Lima 





Arte by Magda Danielecka


Passado novo








A vida é (ul)traje
sob medida
do que vejo

o tempo passa
uns lutam
uns fraquejam

dos remendos
agradeço

en(cena)

a vantagem
é ser vintage

releitura do que passou
ao tempo
o meu momento

é ser retrô(visor) ...

 
Adriane Lima
  

Arte by Dorina Costras 
 

quinta-feira, 25 de outubro de 2012

Processo seletivo



A imaginção ás vezes nada mais é 
do que a tábua de salvação
Romantismo é o barco que nos atira ao mar
 
resta a cada um, ser ilha ou náufrago ...




Adri Lima 








Arte by Gary Ruddell

Recados





Uso hoje as asas de borboletas
para dar os meus recados
densos ou delicados
memória que voa
e não retém história
a vida é mesmo um breve sopro,
deixa levar ...





Adri Lima






Arte by Dorina Costras 

terça-feira, 23 de outubro de 2012

Patifaria







Contradição não era
a solidão
era vivermos juntos
e a sós  


Adri Lima


arte by  Carrie Graber

Florindo






Vou seguindo
florando, florindo
fluindo no que acredito
minha teimosia rouba os sonhos
mesmo assim vou assumindo :

Alegria, pode vir para ficar


Adri Lima
 
 
 
 
 
 
Arte by Laszlo Gulyas

Lírica





A lira do poeta
sufoca a palavra

adormece a rima
apressa o tempo

sal do olhos
é lamento

Só a lupa
do desejo a liberta

e a faz borboleta

onde há asas
a palavra ecoa

e a emoção voa

Adri Lima
 
 
 
 
 
 
Arte by Sarah Joncas 

sexta-feira, 19 de outubro de 2012

Acordar





Qual o sentido
que ficou perdido ?
Procuro em meu conto de fadas
preferido, o beijo não recebido

A princesa tem que acordar ...



 
 
Adri Lima
 
 
 
 
 
 
 
 
 
arte by Minaco Saito 

Fisgada

Feito peixe escorregadio
escapou de meu aberto coração
Anzol da dúvida sobrou em minhas mãos

Adriane Lima
Arte by Sarah Joncas 

quinta-feira, 18 de outubro de 2012

Despedida




Ninho ou espinho :
bombom de cereja
que seja 
esse o voo
Tua nódoa
há de marcar
meu coração
de passarinho





Adriane Lima
 
 
 
 
 
 
 
Arte by Mathew F. Cheyne

Meu canto poema para lua



Abro meu peito
feito canção
que ecoa

acredito que existam gestos
entre impulsos e arremessos

a suavidade de tua voz
que se desfaz aos meus ouvidos
me dói

meu amor tenta
o último sussurro

desabotoo as notas
nessa canção enluarada

dispo acordes
sonhando que você
é minha namorada

se você acredita
no amor,
deixe que ele ecoe

dobre esquinas
rasgue verbos
engula silêncios
abrace sonhos

Só não esgarçe o amor
tecido pelas linhas da vida

 


 Adriane Lima






arte by Slava Fokk 

Fatal






Fugi nua
roubei a lua
presa,
devolvi metade
a outra parte
te enviei

com minha saudade

 

cúmplices até a eternidade
 




Adriane  Lima




Arte by Andrej Mashkovtsev 

Dor aquosa









Liquida fica
a dor
de quem fica

liquidifica

a dor


liquidificador

tritura

mexe e mistura

há de ficar

liquida
a minha dor

devolva sabor

de amor

liquída com o

temor da dor

amor e dor

amortece
tudo que fica

e edifica


onde só o amor

adormece a dor
com ardor ...
 
 
 
Adri Lima
 
 
 
 

arte by Renzo Castañeda

terça-feira, 16 de outubro de 2012

Ah, eu era tão borboleta ...


 
 
cores pulsantes
contruir-me esse casulo
foi tão amargurante

me vesti de fantasias
para ser mais uma figurante

perdi ossos
perdi laços
perdi o voo

nesse palco
nessa vida
segui um sonho tão distante

quem atualmente
me escuta pensa que emudeci para sempre

mas eu peço silêncio

hoje as palavras são as flores
onde me atiro encarecidamente

dorme em meu ventre a larva
o branco da suavidade
o roxo da cegueira

nuances de lilás
nascem a sombra da lua

o fim da tarde conhece meus desencontros




Adri Lima







Arte by Ragen Mendenhall

Validades




A minha avó esperava
seu amado na janela
por aquela rua estreita e mal iluminada
cheiro de flores sem ser primavera

sabia sempre  que ele vinha
era a certeza do amor  esperado
aparecer no momento combinado

nem que fosse por segundos
isso valia mais que  o mundo

a minha mãe esperava
seu amado no portão
abria a ele a porta da frente 
de seu fechado coração

em noites de luas,estrelas ou escuridão
sabia sempre  que ele vinha
era a certeza do encontro marcado

entre sorrisos e recados
restos de confissão
isso valia mais que mundo

e eu
onde te espero entre dias e poesias

horas que passam sem te encontrar
essa é a certeza de um amor complicado
que não devo nada esperar


coloco as mãos no peito
um sinal de minha solidão

desafiando  minha coragem
nessa viagem que tem dias 
que nem sei quem sou...




Adriane Lima 




Arte by  Olga Larionova

Meras profecias





 
Em noite frias e escuras
Lá fora silencia a lua
E aqui dentro vou tecendo
meus pesares em carne crua

Daquilo que me vai além
não sei o caminho e
o seu fim tampouco

Sinto sufoco...

dentro de mim só peno
pelo abandono vivo em
caminhos de desertos loucos

Não há flores e
minha'alma sabe
onde se instalaram as dores

como quem pariu
um filho solto no mundo
e por ele reza
cada segundo

e então vira profeta
para não sonhar mais
os devaneios de um poeta...

 
Adriane Lima
arte by Michel Orgier 

segunda-feira, 15 de outubro de 2012

Não há culpa

 
 
 
Nunca me liguei à genética
mas sinto ela profética

uniu  A  positivo
ao   O  negativo

Sangue é vida é matéria
A mais em mim
A de mim
transborda
O avesso, O sutil

um vermelho, um azul
um tinto
extinto
sabor de pecado

ratos não são gatos
mas são pardos

duplicidades
gametas
reinventai ciência

astros em céu de boca
assolando cometas
via láctea me bifurca

e desvenda

a loucura,o sentimento
na intimidade surgiu

pétalas de sangue
signos escorrem
espalhando cores

até onde o
universal uniu

AO espaço com a culpa

Adriane Lima
Arte by  Lyubomir Sergeev

Involuntário

 Poema que ganhei hoje de uma amiga poeta que admiro muito :



 


o amor cruzou os braços
quis esconder o peito
ameaçou cada batida

reclamou silêncio
ordenou respeito

mas o coração

não teimou
nem obedeceu

é involuntário!!


Karinne Santiago

sexta-feira, 12 de outubro de 2012

Ciclos e séculos



Coragem efêmera
vida uterina
amarelo gema

cor extrema
do nascer

a dor mais clara
água transparente
lava pensamento

suprema ação
momento :

-separação
cordão umbilical

quebrar ossos
estalos
quebrar almas
estragos
quebrar pactos
espasmos
quebrar regras
sarcasmos
quebrar cascas
nascer asas

voar liberto
ovo, óvulo
cascata e nascente
o que cai, transcende

vida interior
alma invertebrada
não se quebrará por nada

mulher nasce dor e renasce amor ...

 
 
 
Adriane Lima
 
 
 
arte by Dimitar Voinov Junior  

Previsões







Enquanto a amor era festa
nossas roupas
bailavam em armários
 

foi Saturno transitar em céu de Aquário
que o baile chegou ao fim ...




Adri Lima 

No reino do vazio



 
Os poemas de amor secaram
não há muito o que elaborar
métricas,rimas ou suspiros
tudo se perde no ar

o bailado das palavras
perderam o passo

e a dança da vida
virou a página

nem há muito a dizer
o vazio é preenchido
pelo passar dos dias

um conto de fadas
que poucos imaginam

abstraio, logo
(re)penso
e me distraio

sofro com serenidade
e com classe
um dia os poemas de amor
voltarão

e as palavras que aprendi com eles
cairão lentamente sob o papel

me devolvendo a felicidade que por hora perdi ...

Adri Lima

Pendência amorosa




Foi meu lado criança
que tentou te explicar
e você com sua pressa
se indispôs a escutar...
Nem toda fome se mata
nem toda saudade abrasa
nem todo corpo é casa
nem toda bondade acolhe
nem todo tempo ensina
nem todo medo resiste
nem todo amor insiste
nem toda frieza termina
nem todo sorriso é alma
nem toda palavra acalma

e sempre que a gente fala,fala,fala
o eco escuta e então se cala...

É,tem mesmo um perfeito isolamento acústico teu coração ...
 
 
 
 
Adri Lima

quinta-feira, 11 de outubro de 2012

Plágio de gestos...






 
 
 
A arte de Hlimt
enlaça meu gesto
o beijo e o abraço
emoldura em telas

o nosso tempo ....
 
 
 
 
Adri Lima
 
 
 
Arte by Gustav Klimt 

Necessidade


Tem ítens que preciso 
mais do que ao pão
Hoje, preciso do calor

de tuas mãos ...

Adri Lima 


Imagem retirada da net 

Cantiga



 


A cor vermelha
despe poesia
faz amor com a flor

mente quem acha
que o cravo brigou com a rosa


a menina que fui
esqueceu dessa canção

 
 
 
Adri Lima
 
 
 
 
 
 
 
arte by Krzysztof  Iwin 

quarta-feira, 10 de outubro de 2012

Vazia








Não,você não sabe
o teu céu , é meu inferno
pois não sentes o peso
de um peito vazio

habitado pelo Deus da saudade ...



Adri Lima
 
 
 
 
arte by Josep Moncada 

Mão e luva




Nua mergulho nesse
subterfúgio seguro
no fundo o caos
não se escuta

permuto a luva
com o verso
e estendo a mão

peço que leias as linhas
não te escondas
em adivinhações

lunar solidão
é para quem fica
e se identifica
com a pele do lobo
que recobre o cordeiro

véu traiçoeiro
brinde sem fim
mergulho
e respiro
sal(to) das intrigas

-trampolim

abaixo
a mesa está posta
seques tua boca
e não fales
de mim






Adriane Lima














































Arte by Josep Moncada 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...