quarta-feira, 5 de junho de 2013

Ausências



Hoje o único peso
é a tua ausência
é ela que me dá medo
quando me vejo voltar
para ver se não deixei
o fogo aceso

 


Adriane Lima



Arte by Christian Schloe 

Anoiteceu em mim

 
 
 
Eu sempre fui mais lunar que solar
a escuridão sempre me banhou
sinto-me inteiramente límpida 
há um brilho que me veste
diante desse escuro breu
onde revisito claridades 
em mim abrem-se janelas
esvoaçam cortinas
quase que por encanto 
há uma imensa solidão de casa
onde meus passos intermitentes
seguem de um lado a outro
através dos cômodos 
corro até o quintal
e ao olhar para o céu
me veio o incomodo
da aflição suprema 
um céu sem estrelas
um chão de silêncios
era eu e meu cão
sentados a esperar
o que para cada um
significasse : felicidade

 
 
 
 
 
Adriane Lima
 
 
Arte by  Ting Yuen
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...