domingo, 18 de novembro de 2012

Crônica : "Para os meus amigos anjos ..."


E porque ela acreditava em anjos,eles existiam.
Assim disse Clarice Lispector,mas, estaria ela certa??


 

Acredito que sim.
Anjos existem!
Em muitos momentos da vida ,senti a presença deles,especialmente,nas horas em que me sentia meio perdida ou desanimada,eles me apoiaram em suas asas, ,outras vezes abrigaram-me sob elas.Inúmeras vezes sussurraram palavras orientadoras,mostraram-me caminhos.
Desde criança,quando me entristecia e não encontrava uma saída para minhas dores,corria para meu canto de solidão,ou talvez fosse meu lugar ideal de descanso e olhava o infinito e para minha alegria,lá estava um Anjo me acenando. Tranquilizava-me e sorria feliz e até me esquecia do que me havia machucado.
O tempo passou,cresci,mas nunca dispensei a proteção angelical.Fazem parte da minha vida!
Guardo, na memória ,várias dessas absolutas certezas de sua existência.Eles se manifestam sob as mais diferentes formas e muitas foram marcantes.
Lembro-me de que tive um Anjo amigo,que veio na forma de um cachorro.Como nos conhecíamos bem. Esperava-me em frente de casa ,no horário em que eu saía do colégio e isso ele o fazia todos os dias. Nosso encontro era uma festa ! Era o meu companheiro fiel e alegre. Andávamos pelas ruas da cidade como dois velhos amigos e me sentia nas nuvens,muito leve e calma,como só os Anjos nos deixam.
Mas,um dia,tive uma triste surpresa:meu pai havia dado o meu cachorro.Chorei ,chorei...até ficar com dó de mim,como cantou Chico Buarque,mas naquela época ,eu não” podia tomar um calmante,um excitante ou um bocado de gim”,o meu consolo era subir na frondosa mangueira que havia no quintal onde passava as horas difíceis conversando durante horas e horas com um Anjo etéreo ,até os sorrisos brotarem novamente em mim.
Recorrendo aos Anjos,aprendi a aceitar as perdas,de uma maneira mais suave e entendi que na vida,nem sempre somos ganhadores.
Assim,cresci vendo Anjos e recebendo suas lições.E quando vieram as perdas de pessoas amadas,senti-os ao meu lado,confortando-me. Percebo sua presença pelo calor em minhas costas e ouço-os soprando nos ouvidos:”Tudo isso aqui é terreno...Quem você ama sempre estará com você.Fique em paz,eles continuam vivendo”
Passei a entender a morte como um ciclo da vida,não aceitando-a, mas entendendo-a.
Com a aproximação do nascimento do meu primeiro filho,um grande medo se apoderou de mim e recorri aos Anjos,pedindo proteção e forças. Muito jovem e inexperiente,apressara a maternidade,mas meu Anjo não me abandonou. Quando o médico colocou em meus braços um bebê lindo e rosado,tive a certeza de que segurava um Anjo celeste ,de lhos azuis e doces. Dei-lhe o nome de Gabriel,como o do principal Arcanjo. Gabriel significa a voz de Deus,o transmissor das Boas Novas,a Revelação.
Acreditei num recomeçar. E mais uma vez,tive a certeza de que Anjos existiam...
Aprendi a Oração do Arcanjo Gabriel ,que diz:
Gabriel,Príncipe e Senhor...
Faça-me invisível para as maldades deste mundo.
Acompanhe-me, Anjo Gabriel
Para que nada de mal me aconteça
Nem meu corpo seja ferido por pessoas maldosas.
Fique sempre comigo.
Preencha-me de luz e de amor divino ,Anjo Gabriel.
Amém
Os Anjos sempre estiveram comigo e a cada dia ,mais sentia a existência desses seres etéreos
Como mãmae nasceu no dia Dos Anjos da Guarda,num aniversário,presenteei-a com o livro do qual fazia parte,o tarô dos Anjos.As cartas eram belíssimas! As estampas de Anjos em quadros de artes.Mamãe gostou do presente e estudou o significado das cartas..Eu ficava admirada ,quando ela as decifrava para mim! Acertava assustadoramente o meu futuro.
E as palavras me soavam vindas da figura de um Anjo.
Vi minha vida passar por tantas mudanças! Aprendi a suportar tudo , com mais responsabilidade,mais cansaços,mais “nãos da vida”,mais dores e mais solidão!Aprendi que não era nada do que imaginava ser e que,por algum tempo,realmente,não sabia mais quem era,o que buscava,o que amava e nem mesmo sabia o que me fazia feliz!
Felizmente,existem os Anjos! Houve um momento da vida em que estava muito fragilizada,sem chão,sem esperanças,porém apareceu-me um Anjo que me levou aos céus ,por um longo período! Ele adivinhava meus pensamentos,meus sonhos,antecipava meus gesto e,valorizava-me,mas por eu ser terrena demais,não soube entendê-lo e deixei-o partir. Passava por um ciclo de transformações e crescimento ,não estava pronta para detê-lo...
Sofri muito,como nunca sofrera na vida, senti–me vazia,pequena e muito só! O que teria me acontecido se não acreditasse em Anjos?
Graças a Deus e aos Anjos a capacidade de adaptação do ser humano é imensa e maravilhosa!
Depois de algum tempo,me reconheci mais amadurecida,mais completa.Aquela meia pessoa havia se transformado,estava mais poderada e paciente e completa de novo.
A maturidade também me fez sentir,ainda com mais intensidade um amor que existia em mim.O amor que dói na alma,que me faz chorar sozinha ,embaixo do chuveiro.Amor que fere ,mas que a gente não quer que ninguém saiba.Amor que faz a gente passar noites acordada .E foram os Anjos que me ajudaram a suportar a dor e me ensinaram que era preciso me calar diante das escolhas do filho.Mostraram-me ainda que era preciso me controlar ao ver a filha chegar em casa,entrar para o quarto,sem me dizer uma palavra,como se eu fosse invisível.Sim,controlava-me e pensava:” é os Anjos são invisíveis”!Durante muitos anos suportei desilusões e sei que se não fosse a presença dos Anjos,dando-me forças,não teria suportado tantas dores.
As pessoas estão acostumadas a julgar e não entendem o porquê de nossas escolhas e silêncios. Perdi empregos,joguei fora uma profissão,esse foi o refrão que mais ouvi. Mas,quando me retirava e ficava com meu silêncio,ouvia vozes sopradas em meus ouvidos,em forma de força e de poesia.
Ninguém mais do que eu,sofreu com as escolhas que fiz.
“Menina mimada”que teve tudo o que sempre sonhou,de repente,transformou-se .Agora,fico em casa,veste roupas velhas,cheias de tinta,buscando talvez,dar um colorido às tardes silenciosas e solitárias.A Mimada menina perdeu a liberdade que fazia parte dela...e tenho a certeza de que foram os Anjos que me ajudaram a buscar saídas e fizeram aflorar em poesia,em arte, a minha sensibilidade.
Tanto nas coisas boas ou ruins que me aconteceram,apareceram Anjos que me deram forças, através de uma palavra amiga,um abraço especial,um ouvido para as minhas angústias. Apareceram em forma de pessoas especiais.Vários de meus amigos em momentos de muita aflição, tinham todos o tamanho e o modelo para a minha necessidade do momento. Sei que eram Anjos...
Conheci as pessoas mais inusitadas,em épocas e formas ,mais ainda e sabia que eram Anjos.pessoas que acabava de conhecer ,mas que pareciam amigos de longa data.,tamanha as afinidades e a vontade de tê-las por perto.Muitas delas,vindas do mundo virtual,através das redes sociais,mas que me deram acolhimento até mais que as do mundo real, que me viam sofrer.Também encontrei Anjos,nas mesas dos bares,nos corredores das lojas,na troca de ideia para a compra de um CD ou escolha da ração para o meu cachorro.Percebia –os na força do olhar,e de repente,lá estávamos nós conversando,rindo,trocando ideias.Eram pessoas em busca de algo maior,de humanidade,de amizade e não de transitoriedade.Lembrei-me de uma frase que diz:”A gente vive como se fosse imortal!”
È verdade,temos tanta soberba,tanto orgulho,tantos atalhos dentro de nós,que nos esquecemos de que aqui tudo é mutável e cíclico.Se hoje temos,amanhã poderemos não ter nada.
E assim,passei a viver meu “Carpe Diem”...um dia após o outro.
Mas nunca perdi a esperança de dias melhores,em que voltaria a me recompor,a seguir em frente,mesmo doendo,mesmo tendo sonhos rasgados,mentalizava para que os Anjos não me deixassem desabar
E os Anjos sempre aparecem pra me mostrar o valor de uma amizade,dão-me a certeza de que nunca estarei sozinha. Anjos que admiram minhas palavras,meus gestos! Anjos que me apontam e me mostram que sou especial!E foi por eles que me reergui,voltei a acreditar em mim novamente e fui à luta.
Muitos Anjos passaram e passam por meu caminho e eu os reconheço pela energia impulsionadora que possuem e me fazem prosseguir com meus sonhos e projetos,mesmo que algumas pessoas desacreditem.
Acredito em Anjos,porque eles existem....Nunca se esquecem de um pedido meu,estão sempre prontos a colaborar,Mostram-me a beleza das artes,da música,das poesias.
Isso só pode ser coisa de Anjo!
Eles estão presentes no cheiro de saudade ,que sinto, quando deixo a mente flutuar ou quando contemplo as estrelas no céu a brilhar,sem nada para pensar,lá estão eles. Ou no caixa do supermercado que sorri de uma forma que só um Anjo sorri.No olhar de uma criança,sentada num carrinho que vira o rosto para me ver passar;no homem ao lado,que olha de um jeito especial,como se me atravessasse e dissesse:”estou aqui”,sim.
Sei muito bem aonde estão todos os Anjos.
Presentes que a vida foi me dando e eu fiz questão de abrir e guardar.
E a cada dia sou presenteada com mais outros Anjos,que vêm do nada,me aquecem a alma,seja na solidão da noite ou em minha jornada...
Eu os vejo e sei que existem...
Obrigada,Anjos porque sei que nunca estarei sozinha,além da mágica presença das estrelas.
 

Sim, Clarice estava certa, porque eu acredito,eles existem !!!

 


Adriane Lima

Um comentário:

  1. Relato comovente, Adri. E você está certa, Anjos existem!

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...