quarta-feira, 10 de abril de 2013

Liquidez Poética



  
E no final de um dia
pleno de cores
o sol adormece mansamente

olho através da janela
o horizonte ao longe
vejo uma realidade urgente

a noite e seus silêncios
sempre me acalanta
mas amaldiçoa -me
o tempo perdido

há cansaço no ar e nos ossos
eternizando esse desejo

entre a vida e a morte

esgotada de mim mesma
sigo sozinha minha intuição

imagino o chão da sala
vertido em um denso vermelho
tinto...retinto...
solto...do avesso

não é apenas um verso
além do desejo de desaparecer
sem ver nascer o outro dia

 
 
Adriane  Lima
 
 
 
Arte by Daniela Alves 

Um comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...